Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jornal Digital

Notícias do Agrupamento de Escolas de Matosinhos

Jornal Digital

Notícias do Agrupamento de Escolas de Matosinhos

Visita de estudo ao Farol de Leça da Palmeira

Farol de Leça

 

No dia 18 de Janeiro os alunos da turma do 6ºH foram visitar o Farol de Leça da Palmeira. Aqui está a fotografia dos alunos à chegada do farol.

Diz-se que foi o naufrágio do paquete inglês "Veronese" que impulsionou a construção do Farol de Leça. Inaugurado em 1927, destaca-se pela sua altura e elegância. Do alto do farol divisa-se  um imenso e belo panorama.

  

  

O termo farol deriva da palavra grega Faros, nome da ilha próxima à cidade de Alexandria onde, no ano 280 a.C., foi erigido o farol de Alexandria — uma das sete maravilhas do mundo antigo. Faros deu origem a esta denominação em várias línguas românicas – como em francês (phare), em espanhol e italiano (faro), em romeno (far) e em português (farol).

  

 

O farol é constituído por uma torre cilíndrica com aneís de cimento armado e edifícios anexos.

   

 

É o segundo maior farol em Portugal. Entrou em funcionamento a 15 de Dezembro de 1926.

Entre 1916 e 1926, existiu na imediações, o Farolim da Boa Nova, tore quadrangular branca com cerca de 12 metros.

   

 

Tem um alcance luminoso de 28 milhas náuticas (52 Km).

O seu sistema iluminante é constituído por uma óptica de cristal direccional rotativa com seis lentes. O seu sinal luminoso distingue-o de todos os outros por produzir três lampejos luminosos de 14 em 14 segundos.

  

 

A visita começou com uma pequena palestra sobre a história dos faróis no Museu.

Depois fomos visitar a torre e tivemos que subir os 213 degraus.

   

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.